Bia Beldran

Bia Beldran

- Graduada em Musicoterapia pela Faculdade de Musicoterapia do Rio de Janeiro, em 1978
- Educação Artística com habilitação em Música, em 1983.




- Teoria e Solfejo pelo Conservatório Brasileiro de Música
- Percepção Musical com o Maestro Guerra Peixe
- Curso de Violão no Seminário de Música Pró-Arte
- Curso de Método Orff de Musicalização no Instituto Cultural Brasil-Alemanha
- Curso de Teatro e Técnicas de Expressão no Festival de Inverno de Ouro Preto
- Conscientização Corporal com Angel Vianna
- Curso de Dança Moderna no Studio Juliana Yanakiewa
- Técnica Vocal com vários professores





Em Teatro

Uma das fundadoras do Quintal Teatro Infantil em 1973, no qual desenvolveu os trabalhos de atriz e diretora musical durante dez anos, ganhando diversos prêmios nacionais importantes, inclusive o Prêmio Molière de Teatro em 1975.

Participou como atriz das seguintes companhias teatrais:

. Dina Sfat e Paulo José em "A Mandrágora" de Maquiavel e "Seis Personagens à Procura de um Autor" de Pirandello.

. Buza Ferraz em "Cabaret Valentim" de Carl Valentim e "O Triste Fim de Policarpo Quaresma" de Lima Barreto.

. Grande Otelo em "Vivaldino o Criado de Dois Patrões" de Goldoni.

. Cécil Thiré em "O Fado e a Sina de Mateus e Catirina".

. Turnê Internacional com o espetáculo folclórico "Trupe Caique" (Paris e Madri).


Em Música

Uma das fundadoras do Bloco da Palhoça, onde desenvolveu uma grande pesquisa do folclore brasileiro, cantando e tocando em espetáculos por todo o Brasil. O grupo de música Bloco da Palhoça recebeu diversos prêmios de reconhecimento nacional (Prêmio Mambembe, Prêmio do Serviço Nacional de Teatro e Prêmio Coca-Cola de Teatro Infantil).

. Redatora do programa de rádio "Vamos Brincar", vencedor do Prêmio Ondas de Barcelona em 1985.

DISCOS LANÇADOS:

1981 - “Bloco da Palhoça - Música para Brincar e Dançar” (Continental)
1988 - “Bia Bedran” (Polygram)
1991 - “Quintal” (Niterói Discos)
1995 - “A Caixa de Música de Bia Bedran” (Independente)
1996 - “Coletânea de Músicas Infantis de Bia Bedran” (Independente)
1997 - “Acalantos” (Linha Infantil Proderm)
1998 - “Bia Canta e Conta” (Independente) - Histórias
1999 - “Dona Árvore” (Independente)
2000 – "O Melhor de Bia Bedran” (Angels Records)
2001 – “Bia Canta e Conta vol. 2 - Histórias
2003 - "Brinquedos Cantados" (Independente)
2005 - “Fazer um Bem” (Independente)


CD ROOM: 1996 - “As Aventuras de Bia na Ilha Encantada”

ESPETÁCULOS MONTADOS:

1989 - “Flor de Maracujá” com o Bloco da Palhoça - Teatro da UFF Niterói

1989 - “Bia Bedran Encantando” - Teatro da UFF Niterói e Teatro Casa Grande RJ.

1991 - “Bia Canta e Conta” - Teatro João Caetano RJ e Teatro da UFF – Niterói

1992 - “Histórias da Mãe Natureza” - Centro Cultural Banco do Brasil

1992 - “As Grades da Cidade” - Direção Karen Acioly – Casa de Cultura Laura Alvim

1999 - “Dona Árvore” – Teatro Villa Lobos – RJ

2000 - “O Melhor de Bia Bedran” - Teatro Leblon RJ e Teatro da UFF Niterói

2001 - “O Porão de Histórias” – Teatro café Pequeno e Teatro Municipal de Niterói

2003/2004/2005 - “Brinquedos Cantados” – Teatro Mun. de Niterói e Casa de Cult L Alvim

2006 - “Memória Viva do Samba” com Pedro Menezes – BNDES 2005 e Sala Funarte Sidney Miller

2006 - “Cabeça de Vento” de Bia Bedran - Teatro da UFF – Niterói

Em Literatura

Publicou os seguintes livros:

1994 - “O Segredo da Clave de Sol” (Editora Artes e Contos)
1996 - “O Pescador, o Anel e o Rei” (Editora Lê)
1996 - “A Sopa de Pedra” (Editora Lê)
2003 - "Cabeça de Vento" (Editora Nova Fronteira)
2006 - “Deus” (Editora Nova Fronteira)
2007 - “Eu e o Tempo” (Editora Nova Fronteira)


Em Televisão

- Apresentou em rede nacional o programa educativo "Canta Conto" pela TV Educativa do Rio de Janeiro, veiculado com sucesso durante 8 anos.

- Apresentou em rede nacional o programa "Lá Vem História" pela TV Cultura de São Paulo, veiculado durante 2 anos.

- Apresentou em rede nacional o programa ecológico "Baleia Verde" durante 3 anos.

- Apresentou a série "Alfabetização no Canteiro de Obras" pela Fundação Roberto Marinho.


Prêmios Recebidos

Bia Bedran recebeu, ao longo de sua carreira artística, os seguintes prêmios:

. Indicação para o "Prêmio Mambembe de melhor trilha sonora", com a peça "Terra Ronca" (Teatro Quintal) – 1976

. Indicação para o "Prêmio Mambembe de melhor trilha sonora", com a peça "Azul Encarnado" (Teatro Quintal) – 1977

. Prêmio MEC - "Troféu Mambembe", pelo espetáculo "Música para Brincar e Cantar", com o Bloco da Palhoça – 1981

. Prêmio MEC - “Troféu Mambembe” Trilha Sonora do Espetáculo “Bloco da Palhoça em Cantos de Trabalho” 1982;

. Prêmio MEC, "Troféu Mambembe", pela trilha sonora do espetáculo "A Fada que Tinha Idéias", direção de Eduardo Tolentino – 1984;

. "Prêmio Ondas", Barcelona, pelo melhor programa de rádio internacional, programa "Vamos Brincar" – 1985

. Indicação para o "Prêmio Mambembe de melhor de melhor trilha sonora, com o espetáculo "A Constituinte na Nova Floresta", de Arnaldo Niskier – 1986

. Prêmio Concorrência FIAT de melhor disco infantil - Patrocínio para montagem do espetáculo "Encantando" – 1989

. Prêmio Coca-Cola de Teatro Infantil, categoria Personalidade, espetáculo "Bia Canta e Conta" – 1991

. Prêmio Coca-Cola de Teatro Infantil, melhor texto ecológico, "As Grades da Cidade", – 1992

. Prêmio Concorrência Banco do Brasil de melhor texto ecológico (RIO 92), com o espetáculo "Histórias da Mãe Natureza" – 1992

. Prêmio Talentos Cariocas de melhor trilha sonora, com o espetáculo "Arlequim, Servidor de Dois Patrões" – 1994

. Indicação ao Prêmio Coca cola de Teatro Infantil – Categoria Música – com o espetáculo “Dona Árvore” 1999;

. Indicação ao Prêmio Maria Clara Machado de Teatro Infantil – Categoria Melhor atriz e Melhor Trilha Sonora com o espetáculo “O Porão das Histórias” 2002;

. Indicação ao Prêmio Tim – Categoria Melhor CD infantil – 2006 – Cd “Fazer um bem”